domingo, 16 de janeiro de 2011

Editorial: Bem-vindo ao mundo da Penitência.

Quando paro para pensar em como algumas coisas podem acontecer rápido, eu fico até espantado. Claro que “rápido” é um termo relativo, mas ainda assim eu considero o termo mais apropriado para a questão.

Eu sempre fui fã dos super-heróis americanos. Sempre fui fã dos heróis que povoam nossa imaginação. E, desde que comecei a ler quadrinhos, sempre fui o que hoje é chamado de “dcnauta” (aquelas pessoas que só lêem as histórias da DC Comics). Mas eu me lembro do dia em que muito do meu conceito sobre heróis viria a mudar. Eu lembro quando descobri o site do NHQ, foi por acidente. Admito que nem me lembro como cheguei nele, para falar a verdade. Mas lembro de como uma revista com uma personagem emblemática na capa me chamou atenção. Essa personagem era a Penitência.

Na época, só a #1 havia saído pelo NHQ, e ao ler aquela história sobre o assassino que paga por seus crimes no limiar de uma pós-vida sendo torturado por seus fantasmas passados foi... Revelador. Eu vi, naquelas páginas que os quadrinhos nacionais eram mais fascinantes do que eu sempre julguei. Pela primeira vez eu consegui olhar os “nossos” heróis e não ver os “plágios” que eu via antes. Vi um mundo novo de possibilidades ali, na minha frente. Um mundo muito mais palpável do que o mundo do Superman e do Batman, por exemplo. Um mundo que tentava, com todas as forças, conquistar seu espaço. Claro, esse mundo ainda tinha um longo caminho pela frente, mas pela primeira vez eu via esse caminho e pude ver que ele não era impossível de ser superado.

Depois disso, veio um longo período acompanhando de longe as histórias da personagem, até que eu criei coragem de procurar o Marcos e propor uma história. A verdade é que eu não sabia o que iria acontecer depois disso. Isso foi, se a data no meio e-mail não tiver sido adulterada, por volta da primeira semana de dezembro de 2010. Bom, agora estamos aqui. Pouco mais de um mês passou e aquele primeiro contato, meio tímido, serviu para me fazer mergulhar de cabeça no cenário das hq’s nacionais. Foi um caminho muito trabalho percorrido com muita dedicação.

Mas, porque falar de como as coisas chegaram onde estão? Vamos passar a palavra a quem importa, nesse momento. Marcos Franco:

Caro leitor,

A grande difusão de ferramentas como Orkut, Fotolog e blogs demonstra uma necessidade de quase todo internauta: a comunicação.

De forma democrática, a internet disponibiliza espaço para todos interagirem e exprimirem suas opiniões. Nesse sentido o blog acaba atuando como uma espécie de portfólio interativo, onde autor e leitor interagem.

É com esse objetivo que a partir de hoje passa a vigorar o blog da Penitência. Ele será uma espécie de linha direta entre nós e você querido leitor. Participe, interaja, opine, afinal de contas este espaço é todo seu.

Seja bem vindo ao blog da Penitência!

Marcos Franco

Espero que todos se sintam em casa nesse espaço e que juntos possamos fazer de 2011 e dos próximos anos, anos de grandes conquistas para todo o cenário nacional de quadrinhos.

Phelipe T. Peregrino

Artigos Relacionados

1 comentários:

Anônimo disse...

Boa Tarde ,seu blog é muito interessante! gostaria de lhe perguntar: qual personagem da Marvel ou DC Comics você acha parecido(a) com a Penitência ? Cite poderes parecidos , forma física,traje ,como quiser, desde que seja mais novo que ela . Abraços !! Sucesso !!

22 de junho de 2016 15:26

Postar um comentário